In Get Inspired Learning&Concepts

4 Mudanças para uma Casa Mais Ecológica


Olá! Sempre ouvi dizer que a nossa geração é o futuro e que, por isso, temos de fazer algo para preservar o mundo em que vivemos - e, claro, eu irei fazê-lo, mas é um trabalho de todos e que precisa da contribuição do maior número de pessoas possível. Por isso, e porque o ambiente será sempre um tema atual não importa quais os temas que o meu blog aborde, hoje vamos falar de 5 mudanças que eu fiz cá por casa e que me ajudaram a sentir que, pelo menos, estou a contribuir para tornar este planeta num local mais sustentável. Conto convosco para reproduzirem estas 5 práticas?


Prática nº 1: Substituir os sacos de plástico por sacos de pano.

Desde que me mudei para o Porto, não me lembro se alguma vez cheguei a utilizar os típicos sacos de plástico para ir ao supermercado. Talvez uma vez ou outra por esquecimento, mas a verdade é que anda sempre um saco reutilizável dentro da minha mala, para que o possa usar em qualquer situação inesperada. E os meus sacos de pano são, claramente, um must! Para além de serem muito mais confortáveis de carregar (o que, para quem vai ao supermercado a pé, é um fator essencial), dão sempre um toque mais fashion até ao look que utilizo para sair para ir comprar um pacote de massa. Para nem sequer falar de que, ao fazer esta substituição, estamos a poupar os cêntimos que pagaríamos por um saco de plástico - e cêntimo a cêntimo enche a Mariana o mealheiro!

Prática nº 2: Dizer adeus às garrafas de plástico.

Mais uma vez, uma prática bastante basilar, mas essencial. Para mim, que sou uma pessoa que precisa de andar com uma garrafa de água atrás, deixar de usar garrafas de plástico foi algo positivo não só para o meio ambiente, mas também para a minha carteira. Compro sempre a minha garrafa de vidro (que vou trocando de 6 em 6 meses) no Continente e, a partir daí, vou enchendo com a água que tenho em casa ou até mesmo a partir das torneiras que encontro - sim, para mim todas as águas têm o mesmo sabor. O resultado: tenho sempre água comigo sem pagar nem um único cêntimo.

Prática nº3: Palhinhas: um bem afinal não tão essencial.

Nunca fui muito adepta de palhinhas, talvez porque também nunca fui muito adepta de bebidas em lata ou em pacote. Na verdade, acabava por as ter aqui por casa, sem nunca lhes dar grande uso - apenas por diversão de vez em quando. Por isso, abolir as palhinhas de minha casa foi das práticas mais fáceis que tive de adotar no meio deste processo de tornar a minha casa num local mais ecológico. Para quem utiliza este utensílio regularmente, pode sempre substitui-lo por palhinhas de metal ou até mesmo de bambu - e basta comprar uma para substituir aquelas caixas infindáveis de plástico pronto a ir para o lixo.

Prática nº4: Escovar os dentes com bambu.

Esta talvez tenha sido a prática que introduzi mais recentemente, pois estava um pouco cética quanto ao desempenho de escovas de dentes de bambu - pensei que seriam demasiado suaves para mim e mal eu sabia que, tal como as escovas de dentes normais, somos nós quem escolhe a intensidade da sua performance. Já há uns bons meses que substituí a minha escova de dentes de plástico por uma mais ecológica e, no entretanto, não tenho nem uma única queixa a fazer. São ligeiramente mais caras, é verdade, mas também sinto que têm uma duração mais elevada e que, por isso, acabam por compensar a gap de preço face às escovas de plástico.


E estas são as práticas que tenho adotado recentemente, para que a minha casa se torne num local bastante mais amigo do ambiente. Conhecem mais alguma prática que possa adotar? Partilhem nos comentários, para que todos possamos ficar a conhecer!

xoxo,



Related Articles

4 comentários:

  1. Das práticas que mencionaste a única que ainda não pus em prática mas quero pôr é a da escova de bambu. Também tenho sentido cada vez mais uma preocupação pelo ambiente e pelo meio que nos rodeia.

    um beijinho,
    http://arrblogs.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também foi a prática que adotei mais recentemente e, tendo em conta que não nos custa quase esforço nenhum, é algo que todos devíamos procurar adotar também!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Se todos fizéssemos estas pequenas mudanças acabava por ser um movimento mundial altamente significativo! E seria tão bom para todos nós e para o nosso futuro, tenho mesmo muita pena que muitas pessoas não consigam entender a importância de alguns atos e mudanças essenciais...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passos pequenos, mas muitas pessoas: essa seria uma grande solução para os problemas que nos afetam a todos, mas que alguns escolhem não querer ver. É muito triste que ainda tenhamos que continuar a enviar estes alertas, mas todos estamos a fazer o que conseguimos!

      Eliminar

Thank you so much!