In Looks

Color Block || What It Is & How To Style


Olá! O mundo da moda está cheio de conceitos próprios que, por vezes, utilizamos e vivemos no nosso dia-a-dia, sem sequer nos apercebermos de que o estamos a fazer - e isso acontece principalmente quando começamos a brincar com os nossos looks. E por falar nisso, sabem o que é o color block? Talvez seja uma técnica que já utilizaram nos vossos outfits diários - apesar de ser algo que necessita de um pouco mais de coragem e gosto por arriscar - sem sequer terem noção da existência do conceito e sobretudo da "matemática" (nunca pensei utilizar esta palavra numa publicação) por detrás deste. Assim, hoje venho explicar-vos esta tão famosa tendência e as dicas para a poderem utilizar sem medos, para darem alguma cor aos dias mais cinzentos!


Começando pelo início, o que é o color block?

É a tendência que prima pela mistura de cores vibrantes e chamativas, baseando-se na roda das cores que todos conhecemos (para os mais esquecidos, espreitem a imagem abaixo). Para a utilizar, basta misturar os diferentes tons desta paleta de cores num só look.


Fun fact: Como a maioria das tendências, o color block tem as suas raízes na arte. Piet Mondrian foi o artista que inspirou esta técnica de moda, tendo sido a maior inspiração para o designer que transportou este conceito para as passerelles - Yves Saint Laurent.


Para os mais céticos, acredito que todo este fenómeno seja visto como mais um daqueles caprichos da moda para se destacar e renascer - a verdade é que esta foi uma grande tendência dos anos 60 e 80, tendo sido redescoberta no inverno passado. Mas não, misturar cores igualmente vibrantes não tem de ser um fiasco logo à partida. Esta é uma tendência que pode efetivamente resultar e reiventar os nossos looks mais arrojados, se soubermos como o fazer. Para isso, reuni algumas dicas que vos poderão ajudar a arrasar com o color block!


  • Inicia-te nesta tendência através de cores sólidas. Os padrões podem também encaixar-se no color blocking, mas revelam-se bastante mais difíceis de conjugar. Para além disso, se não costumas utilizar muitas cores, inserir logo padrões coloridos poderá ser um choque para ti, para o teu estilo e para o teu guarda-roupa. Take baby steps.
  • Utiliza peças com o mesmo nível de saturação. Isto é, se vais utilizar cores vibrantes, utiliza só cores vibrantes; se preferires tons pastel ou mais suaves, mantém-te dentro dessa linha de saturação.
  • Joga com os acessórios. A tendência de color block não tem de ser exclusiva a peças maiores, podes também apostar nos pormenores, principalmente se 1) queres começar devagar ou 2) queres introduzir uma terceira cor no teu look.

  • Se não souberes que peças conjugar com um look color block, aposta nos nudes. As peças com as quais vais criar esta técnica nunca são as únicas peças que incluis no teu outfit e pode ser exatamente nessa adição de outros tons que a conjugação vai por água abaixo. Por isso, mantém-te sempre fiel aos tons nude para cumprir esse papel.
  • Brinca com a roda de cores. Pode parecer um teste da pré-primária, mas a verdade é que apoiarmo-nos neste pequeno instrumento poderá ser muito útil para que esta tendência resulte. Não te baseies apenas nos tons que se encontram uns ao lado dos outros, procura misturar os tons opostos - os tons que nunca pensaste encontrar num só look.

Por saber que esta tendência não agradará ao gosto de todos - admito que mesmo a mim, por muitos anos, não me agradou - quis fazer uma publicação a desmistificar a junção de cores vibrantes, de cores que, à primeira vista, não são para ser conjugadas. Mas a moda é isto mesmo: é criar, inventar e reiventar; é definir novos limites e ultrapassar barreiras, sem nunca esquecer uma das características mais importantes que o ser humano tem: a criatividade. 

xoxo,


Related Articles

4 comentários:

  1. Eu até gosto de ver e é um grande desafio fazer um bom look assim! Mas não tenho peças de cores vibrantes o suficientes para estas conjugações, há sempre um básico preto branco ou nude pelo meio. :P Adorei o post, conhecia o conceito mas não o nome em si! kiss^^

    Patsilvarte : blog | youtube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo um desafio, mas sinto que a roda de cores ajuda imenso a visualizarmos a conjugação antes de a vestirmos. Com prática, tudo se faz!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Eu adoro ver, mas sinceramente não sei se é o mais indicado para o meu corpo, não sei. Prefiro sempre coisas mais discretas!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo, gostamos sempre de ver nos outros, mas em nós já é diferente! Tal como nas conjugações discretas, há sempre uma forma de adaptarmos as peças ao nosso tipo de corpo... Por vezes, escondermo-nos com peças largas, monótonas e sem forma acaba por ser menos indicado para o nosso corpo do que peças chamativas, mas pensadas.
      Beijinhos

      Eliminar

Thank you so much!