quarta-feira, 8 de julho de 2020

Porquê Comprar Local?

StreetArtNews, Leiria, 2019

A passagem para a preferência do local é uma mudança cada vez mais comum entre a nossa geração. Todos os dias dizem-nos para deixarmos os shoppings e passarmos a apoiar as lojas pequenas da nossa cidade, dizem-nos que temos de comprar a camisola de 30€ daquela marca do Instagram em vez da camisola de 15€ da Zara. Mas porquê? Porque é que nos dizem que temos de mudar os hábitos que adquirimos e aprendemos ao longo da nossa vida?

Eu faço parte do grupo das pessoas que vos diz tudo isso, mas entendo a dúvida - eu própria a senti ao início. Sempre comprei na Zara, na Bershka, na Pull&Bear... Porquê parar? Porquê mudar? Porque é que algo que ontem era normal hoje tem de ser negativo?

Hoje, percebo porquê. Hoje, depois de muita pesquisa e reeducação poderia estar mais de 30 minutos a escrever-vos sobre as vantagens desta mudança. E, hoje, também vos quero transmitir *quase* tudo o que aprendi neste processo, para que conheçam também o porquê.

Ao comprares local...


... o teu dinheiro tem mais impacto.

Uma das coisas que a pandemia nos ensinou foi o impacto que os nossos hábitos de compras têm nos pequenos negócios da nossa aldeia, da nossa cidade, do nosso país. E estes negócios têm caras - são famílias com vidas semelhantes às nossas, que vivem e enfrentam problemas diários parecidos aos que nós enfrentamos, são pessoas com quem nos podemos cruzar na rua e dizer "bom dia", são uma parte essencial do nosso país e da nossa cultura.

Quando compramos local, sabemos que o nosso dinheiro está a possibilitar a compra de materiais escolares de uma criança ou a colocação de mais uma refeição na mesa. Quando compramos na Zara, estamos a contribuir para que o senhor Ortega passe para o top 5 dos homens mais ricos do mundo. 

... poupas o Planeta de muita poluição.

Na Índia recolhe-se o algodão, no Bangladesh realiza-se a produção, em Itália colocam-se os acabamentos finais (e, já agora, uma etiqueta a dizer "Made In Italy") e depois distribui-se para as lojas de todo o mundo... Este é o percurso típico de uma peça de roupa de uma multinacional e, apesar de haver muito mais que contribui para a poluição produzida pela indústria da moda, só no setor dos transportes a conta faz-se sozinha.

Ora, quando compramos local, muitas vezes a peça não chegou sequer a sair do nosso país. Pode ter ido de uma fábrica a outra, ou da fábrica à loja, mas nem vale a pena comparar o impacto disso a uma deslocação intercontinental. 

... dinamizas o teu país.

Toda a gente gosta de ver a sua cidade cheia de vida, de cultura, de iniciativas que nos fazem dizer que vivemos num local dinâmico - mas nada disto aparece do céu, pois, para receber, também precisamos de dar. Se geralmente não frequentas as lojas de comércio local que te rodeiam, como esperas que a tua cidade consiga os recursos necessários para evoluir?

Comprar local cria novas oportunidades de trabalho. Comprar local cria mais empreendedorismo. Comprar local cria mais vontade de realizar iniciativas. Comprar local cria crescimento nos mais variados setores. Comprar local cria... e depois nós recebemos os frutos daquilo que criámos. 

... a tua roupa tem mais qualidade.

Já debati esta questão diversas vezes, nomeadamente quando falei do modo de produção das lojas de fast fashion, mas tinha de voltar a referi-la nesta publicação. Na verdade, uma das coisas que mais me apaixona no comércio local é poder sentir bons tecidos na minha pele, é poder olhar para uma peça e saber que irá estar anos e anos no meu armário, é poder ter a certeza de que, daqui a dois meses, não terei de andar a coser pequenos buracos nas minhas camisolas. 

Obviamente que comprar local não é por si só um selo de qualidade; no entanto, ao ver o quadro geral, é muito mais provável adquirires peças que foram realizadas com materiais e modos de produção de qualidade quando compras numa pequena loja do que numa multinacional onde o objetivo principal é conseguir custos de produção cada vez mais baixos.

... manténs vivas técnicas e conhecimentos.

Recentemente li num artigo que uma das espécies que mais está em risco de extinção são os conhecimentos relativos às técnicas de produção de roupa - nomeadamente conhecimentos mais específicos a uma cultura e que geralmente são passados de geração e geração. Com a industrialização do setor da moda, muitas máquinas vieram substituir as mãos que antes criavam as peças que vestimos e com isso veio um maior desconhecimento de técnicas tão específicas e essenciais à nossa identidade enquanto nação. 

Felizmente, no comércio local, ainda existem lojas que mantêm vivos esses conhecimentos, mas são cada vez mais escassos e merecem ser preservados, nem que seja por serem uma parte da nossa História e da nossa identidade cultural. 



Estas são apenas algumas vantagens de comprar local, existem tantas mais que podem explorar de modo a compreenderem a importância desta vertente da indústria da moda. Até por experiência conseguimos perceber essa importância... Porque é que tu compras local? O que é que te levou a fazer essa mudança? Pensa nos valores por detrás dessa decisão e irás descobrir as respostas à pergunta que iniciou esta publicação.

xoxo,

M.

Publicar um comentário