In Looks Money Tips

4 Passos para uma Moda Mais Sustentável


Olá! Hoje falamos de moda - daquela mesma moda que me tem dado as voltas à cabeça nos últimos tempos e que me tem feito debater internamente sobre as minhas próprias tendências consumistas e minimalistas. Não sabem do que estou a falar? Então, espreitem aqui esta publicação. No entanto, hoje não é bem aí que quero chegar... Hoje, vamos aprender a tornar as nossas tendências face à moda, principalmente as mais consumistas, em atos mais sustentáveis e ponderados. Porque o Mundo agradece, a nossa carteira agradece e até o nosso interior irá agradecer. Vamos a isso?

Ora, moda, uma palavra que já teve tanto impacto no ambiente e no consumo. Começámos por ver a moda como algo obrigatório - porque, pronto, temos de usar roupa - passando para um prazer quase de luxo, com as grandes casas de moda que produziam quase uma peça única para cada cliente. Era uma época de excessos sim, mas de excessos somente para a nossa carteira, que se esvaziava rapidamente e ainda nem o armário estava a metade. Depois, apareceram os pequenos prêt-à-porter e a moda tornou-se mais acessível ao consumidor comum - tão acessível que estes se multiplicaram e multiplicaram e todos nós apaixonámos pela sensação de ter uma peça nova no armário. De repente, sem darmos por isso, estes "pronto-a-vestir" tornaram-se em cadeias gigantescas de produção rápida, despersonalizada e em série - e nós, enquanto consumidores, caímos nesta ideia de que mais vale ter um armário cheio de peças baratas do que ter peças de qualidade. E isso é algo certo ou errado? A resposta estará na mente de cada um; no entanto, uma coisa temos de admitir: felizmente, a Humanidade está a mudar o seu comportamento face à moda ao procurar atos mais sustentáveis e amigos do ambiente.

Por isso, aqui estão os meus passos para entrarmos naquela que deveria ser a verdadeira tendência do momento:
  • Lojas de fast fashion? Porquê gastar tanto dinheiro quando podemos divertir-nos a procurar os grandes achados de lojas em segunda mão? Seja em lojas com um ar mais vintage ou simplesmente na página do Instagram daquela amiga que está a fazer uma limpeza ao roupeiro, é muito fácil, nos dias de hoje, encontrar peças que realmente gostamos, a preços mais simpáticos e ainda com a vantagem de estarmos a reutilizar uma peça que, de outra forma, iria parar ao lixo.
  • E por falar em lixo, o que fazer às peças que já não fazem sentido no nosso armário? Podemos sempre contribuir para essas mesmas lojas em segunda mão, podemos simplesmente doar ou até mesmo colocar nos contentores que muitas lojas nos proporcionam - Zara e H&M são dois exemplos dessas lojas, onde, ao deixares as tuas peças, poderás receber vales de desconto em troca.
  • A ética das marcas que compramos define a ética de quem somos. Os valores das marcas que usamos, compramos e publicitamos acabam por dizer um pouco sobre aquilo em que acreditamos. E, nos dias de hoje, é tão fácil encontrarmos marcas que representem os valores que queremos defender... Basta uma rápida pesquisa online e de certeza que encontrarão uma mão cheia de marcas amigas do ambiente!
  • Informarmo-nos é, talvez, um dos primeiros passos a tomar quando queremos adotar um estilo de vida mais sustenável. Nada nos impressiona mais do que ver como os nossos hábitos antigos se refletem no ambiente, na sociedade e até mesmo nos outros - sim, aqueles que trabalham para os nossos pequenos caprichos. Documentários são um must e, claro, não podia deixar de recomendar o "True Cost" - um dos documentários mais chocantes que já tive a sorte de assistir.
E estes são os quatro passos que vos aconselho a dar, calmamente, para nos irmos habituando a esta nova realidade que terá, mais cedo ou mais tarde, de ser a realidade de todos nós. Procurar tratar a moda de uma maneira mais sustentável, ponderada e consciente é não só algo vantajoso para nós, mas principalmente um ato altruísta face ao planeta e à sociedade onde nos inserimos. Queres-te juntar?

xoxo,



Related Articles

4 comentários:

  1. boas dicas! gostave de conseguir ter um closet mais ecológico...
    Acho que o principal é tentar não comprar demasiado. ser contido. e depois, tentar fazer escolhas mais sustentaveis. escolher marcas com melhores politcas de sustentabilidade, que usem materiais de formas mais sustentaveis... acho que passa muito por aí :)
    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão, é exatamente isso que é preciso para termos um armário mais ecológico. E mesmo para quem não quer viver um estilo de vida minimalista, são valores que devemos adotar!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Boas dicas, este post está muito interessante e fala sobre um tema muito importante. Gostava de ter um armário mais ecológico, mas confesso que isso está longe de acontecer. Os media criam-nos necessidades e nós cedemos todos os dias ao comprar coisas de que não precisamos ou ao usar peças de roupa produzidas por pessoas com condições miseráveis de trabalho. Mas como dizes, é tudo uma questão de ir dando pequenos passos até nos habituarmos a esta realidade.

    Beijinhos,
    http://averamarques.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, ninguém consegue do dia para a noite mudar o seu estilo de vida, principalmente quando estamos habituados a ter hábitos tão consumistas. Mas, passo a passo, tudo se consegue!
      Beijinhos

      Eliminar

Thank you so much!