In Get Inspired Organization Successful Life

Como Preparar 2019


Olá! Janeiro vai ser um mês de publicações relativas à organização e à motivação e eu própria não podia estar mais entusiasmada com isso. No entanto, achei importante introduzir este tema um pouco antes do ano começar, de modo a começarmos desde o dia de hoje a perceber como funciona todo este mundo da organização - e a preparação antecipada será uma das expressões-chave. Por isso, se queremos efetivamente mudar algo em 2019, há que começar em 2018 a planear e preparar tudo aquilo que iremos fazer acontecer e, assim, entrarmos no primeiro dia do ano com a mente determinada e focada nos nossos objetivos. E é exatamente sobre isso que iremos debater hoje... Por isso, prepara-te 2019 'cause here I come!


Preparar um novo ano não é tarefa fácil... Só para terem uma pequena noção, costumo tirar um dia inteiro (e, por vezes, horas de uma semana) da minha vida para o fazer. "Que perda de tempo!" - devem pensar vocês. Mas reparem bem: o que é um dia no meio de 365? São meros minutos. No entanto, se esse dia for dedicado à organização, ao planeamento e à colocação de objetivos, irá ser o dia mais importante para os restantes 364, pois todos eles se estarão a mover rumo à mesma meta. O que funciona melhor: passarmos 365 dias a trabalhar que nem uns loucos, mas sem ter uma ideia do ponto a que queremos chegar; ou estarmos focados num único objetivo e, tendo conhecimento dos passos que temos de tomar, trabalhar para ele? 

A escolha é vossa, cada um sabe como quer reger a sua vida. No entanto, se aqui chegaram, acho que esse é um passo extremamente positivo, pois têm consciência de duas coisas:

1. Sabem que precisam de mudar;
2. Têm vontade de fazer essa mudança.

E, tendo isto, têm todas as ferramentas necessárias para começar 2019 com dois pés direitos. Agora, como conseguimos manter tudo isso ao longo do ano? Essa é a tarefa difícil e é aí que a organização vem dar o seu contributo - que, na minha opinião, é o ponto fulcral de distinção entre aqueles que dizem "vou estudar todos os dias" e o fazem  somente em janeiro e os que efetivamente conseguem estudar todos os dias ao longo do ano. Todos sabemos onde nos queremos encaixar nessa dicotomia, por isso, só falta perguntar: por onde começar?

1. Define objetivos

Vamos começar pelo básico dos básicos, pelo ponto em que mais insisto e que não deixa de ter um peso tremendo no balanço de cada ano. Começa por perguntar a ti mesmo: o que quero alcançar este ano? Pensar de uma forma tão geral pode parecer complicado... Mil e uma coisas começam a chegar à tua cabeça e, por isso, há que arrumá-las em cada gavetinha. 

Pega num papel e escreve as seguintes categorias:
  • Espírito e desenvolvimento pessoal;
  • Estudos e carreira profissional;
  • Saúde e alimentação;
  • Objetivos pessoais.

Para cada categoria, tentem escrever três objetivos diferentes e concretos, que estejam adequados ao ponto da vida em que se encontram. Por outras palavras, equilibrem a vossa vertente sonhadora com a vossa vertente realista... E, para isso, deixo-vos um exemplo muito comum: em vez de escreverem "ser milionário", procurem dizer "acabar o ano com x euros na minha conta-poupança". São os objetivos concretos e realizáveis que estão na base da vossa motivação e determinação.

Criei uma categoria denominada "objetivos pessoais" por saber que todos temos metas diferentes na vida e que podem não estar contempladas em nenhuma das outras gavetinhas. Assim, utilizei este ponto para os sonhos pessoais e que vos tocam pessoalmente. 


2. Concebe um plano

Objetivos escritos, está na hora de descodificar como os vamos concretizar. Para isso, vamos pegar em cada uma das nossas metas e desmembrá-las entre 3 a 5 passos diferentes que serão necessários à sua concretização. Para perceberem melhor, vamos pegar no exemplo anterior - mas a versão realista - "acabar o ano com x euros na minha conta-poupança":

Como o desmembramos?
  1. Todos os meses, tentar poupar x euros e colocá-los na conta-poupança;
  2. Arranjar um mealheiro no qual coloco as minhas moedas no fim de cada semana;
  3. Limitar-me à compra de 2 peças de roupa por mês.
Estes são os pontos que eu escreveria, mas claro que cada um tem as suas estratégias e cada um sabe onde deve atacar para concretizar o objetivo que tem em mente. O meu único conselho é que sejam os mais concretos possível, de modo a não deixarem que a vossa cabecinha esperta contorne o que está escrito neste planeamento.


3. Encaixa o plano no teu quotidiano

O nosso plano só é efetivamente um bom plano quando sabemos como o conseguimos cumprir. Todos temos uma rotina diária incontornável que se irá manter no ano que aí vem e isso não há como negar... Por isso, escrevam-na, coloquem em papel as coisas às quais não poderão fugir no vosso 2019 (isto é, as coisas que mais tempo vos ocupam, como o trabalho, a escola ou qualquer outra atividade) e procurem uma forma de encaixar a concretização do vosso plano em cada dia, mês ou semana. Assim, quando entrarem em 2019, entram com a certeza de que os vossos objetivos não serão perturbadores da vossa vida real, tornando-os também reais e completamente concretizáveis.

Com isto, não quero dizer que devam deixar de pensar fora da caixa e focar-se em metas que não irão exigir muito de vocês... Muito pelo contrário, eu quero que façam isso! Mas terão de o fazer sempre de uma maneira ponderada, de modo a que essa determinação não seja apenas uma febre de janeiro, mas sim um objetivo que irá durar todo o ano e para o qual irão ter sempre tempo de trabalhar.




São apenas 3 passos, 3 simples passos que poderão mudar completamente o ano que já aí espreita. Vamos, mais uma vez, ignorar tudo isto e acabar o próximo ano com o mesmo sentimento com que provavelmente acabaram 2018? Ou é este ano que vão efetivamente fazer A mudança? A escolha está convosco e eu estarei aqui a dar o meu apoio, ao dedicar todo o mês de janeiro a publicações que vos serão imensamente úteis.

2019 vai ser o teu ano! Boa sorte!

xoxo,



Related Articles

2 comentários:

Thank you so much!