In Organization Personal Successful Life

Gestão de Tempo: Dicas & Experiência Pessoal


Olá! No meio da minha licenciatura, do blog, do YouTube, do Instagram e de tudo o resto que acaba por ter lugar na minha vida, muitas vezes recebo esta pergunta: "Como geres o teu tempo para conseguir fazer tudo?". A verdade é que, quem me conhece pessoalmente, sabe que tento fazer sempre tudo com bastante antecedência e que acabo por nunca levar nada até ao prazo limite e, enquanto muitos me perguntam como o faço, eu digo-vos que esse é exatamente o segredo para uma boa gestão de tempo... Mas vamos com calma, que eu explico-vos já tudo!
Organização é uma das palavras-chave deste blog e, tal como o blog reflete uma grande parte da minha vida, também a organização será uma palavra essencial nos meus dias. Basta entrarem no meu quarto e poderão ver a quantidade de planners (diários, semanais e mensais), de to do lists e até mesmo de frases motivacionais, um pouco por cada canto. Isto poderá ser um verdadeiro motivo de aborrecimento para alguns, mas, para mim, é mesmo uma grande paixão e enquanto me entretenho a planear cada pormenor do meu quotidiano, acabo por conseguir organizar e gerir o meu tempo na perfeição.

Mas de planners e agendas já eu vos falei muitas vezes, hoje venho falar-vos de gestão de tempo... E apesar de um não viver sem o outro, existem dicas para além disso que posso e devo partilhar com quem está desse lado. Vamos a isso?


  • Os prazos são para ser cumpridos com (muita) antecedência. Prever imprevistos devia ser, honestamente, o meu nome do meio. Uma das melhores - e piores - coisas que a minha ansiedade me trouxe foi a capacidade de conseguir pensar nos problemas antes de eles efetivamente acontecerem... E o que é que isso me traz de bom? Deixo sempre, em tudo o que faço, um tempo de sobra para resolver aquilo que pode correr menos bem - mesmo que não aconteça nada. Seja para um trabalho ou até mesmo para uma simples publicação para o blog, antecipo sempre a minha data limite uns dias antes de esta verdadeiramente se concretizar, de modo a ter a certeza que é cumprida.
  • Definir prioridades todos os dias, todas as horas. Pode parecer algo muito simples de fazer, mas não o é, visto que a maioria tem alguma dificuldade em perceber quais as suas verdadeiras prioridades... Ao longo do meu dia, gosto de ir fazendo pequenos "pontos de situação" que me colocam ao corrente daquilo que se está a passar. Por exemplo: Pronto, já fui às aulas, quando chegar a casa tenho de fazer x e y. Assim, vou atualizando esta lista de prioridades mental e vou também riscando o que já não interessa para o meu dia. Concentrar-me no que verdadeiramente importa ajuda-me a saber utilizar o meu tempo para o que realmente interessa.
  • Tarefas grandes não são um bicho de sete cabeças. Os nossos dias são feitos de pequenos projetos e trabalhos aqui e ali. No entanto, de vez em quando lá temos o azar - ou a sorte - de nos aparecer uma tarefa que, só ao pensarmos naquilo que temos de fazer para a concretizar, nem temos vontade de a começar. E isso é, exatamente, criar um bicho de sete cabeças. Se os nossos dias são feitos de pequenas atividades, porque não dividir esse projeto grande em pequenos passos que irão ser concretizados um de cada vez? Assim, não têm de passar semanas de volta do mesmo trabalho e poderão inseri-lo em vários momentos do vosso mês ou do vosso ano, sem desprezar os trabalhos que poderão aparecer entretanto.
  • Aprende a descansar, não a desistir. Apesar de ser uma expressão feita, não deixa de ter um fundo de verdade imenso... Sempre vos falei da importância que uma pausa pode ter para conseguirmos realizar um bom trabalho e como devemos aprender a escolher o melhor momento para essas pausas. Primeiro, há que cortar a procrastinação a meio do trabalho - esses momentos de pausa para scroll pelo Instagram só prejudicam a nossa concentração. Segundo, temos de ser generosos connosco mesmos e permitir-nos o tempo suficiente para recuperar e, além disso, para fazermos coisas que nos enchem o coração. Se focarmos os nossos dias apenas em trabalho puro e duro, as probabilidades de desistirmos serão muito maiores.
Tento ao máximo seguir todos estes mottos e sinto que funcionam muito bem comigo e com as pessoas a quem os aconselho... Agora, não se esqueçam, falta um elemento essencial para que a vossa gestão de tempo seja bem-sucedida: a força de vontade! Se tentarem aplicar estas dicas "só porque sim", garanto-vos que estarão a desperdiçar o vosso tempo, pois estas não irão funcionar. No entanto, se querem mesmo aprender a gerir melhor o vosso tempo, mas se querem mesmo muito, dêem uma oportunidade ao que aqui vos digo e pode ser que descubram ótimos resultados!

E vocês, que dicas seguem para organizar o vosso tempo?

xoxo,


Related Articles

8 comentários:

  1. Sem força de vontade não há nada que se faça de bem! :)
    Gostei do post, um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é bem verdade, a força de vontade é um passo gigantesco!
      Obrigada, beijinhos

      Eliminar
  2. Exatamente isso, também faço igual. Gosto de tudo organizado e com antecedência, não deixo nada pra cima da hora pois imprevistos acontecem né? É muito importante saber gerir o tempo e conseguir dar conta das obrigações e ainda poder fazer o que gosta :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, era exatamente a essa ideia que queria chegar com toda esta publicação e essas para mim são as verdadeiras vantagens de uma boa gestão de tempo!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Gostei imenso do teu post! Penso que o que mais falho é na primeira dica, ainda deixo tudo muito para perto da data limite, mas a pouco e pouco vou conseguindo fazer as coisas com mais antecedência :)

    Beijinhos, Brenda
    Momentos de Ataraxia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! É uma questão de irmos progredindo aos poucos... Quantas mais virmos o quanto ganhamos em adiantar a nossa data limite, mais vezes o iremos tentar fazer!
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Sempre faço as coisas com muita antecedência, para o caso de acontecer imprevistos ou não ter “tanta inspiração” quando for necessário ter a tarefa feita. Nisto, claramente, se notou o meu blog, que enquanto não tive uma boa quantidade de artigos em rascunho, não o publiquei. Surgiu-me a ideia em agosto e só agora (neste mês) é que decidi publicar. Defini mesmo, desde o verão, o dia em que o iria lançar. E posso dizer que fiquei super orgulhosa com o que consegui até então. Depende sempre da nossa gestão do tempo e da nossa capacidade de ter “tudo feito” e fazer mesmo. Às vezes, falta-me a inspiração, mas não desanimo tanto. Antes pelo contrário, tenho arranjar maneira de tê-la de novo (o que é-me um pouco fácil). Gostei imenso do post. Beijinho

    gentecansada.wordpress.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que boa inspiração da tua parte, isso foi uma ótima ideia que só pode ter sido muito bem executada! Sem dúvida que todo esse trabalho foi uma grande mais-valia.
      Beijinhos

      Eliminar

Thank you so much!