In Learning&Concepts Looks

Armário Cápsula


Olá! Na publicação de hoje, venho falar-vos de um novo conceito que conheci recentemente e que tem despertado bastante a minha atenção. Apesar de ser algo que não vai ao encontro do meu estilo de vida, é um ideal que se aproxima bastante do meu objetivo de reduzir o consumismo e, por isso, não podia deixar de partilhar convosco. Assim, nesta publicação, venho falar-vos um pouco sobre o armário cápsula e mostrar-vos algumas dicas de como podem introduzir este conceito no vosso quotidiano!
Armário Cápsula: O que é?

Um armário cápsula consiste na seleção de um determinado número de peças - podem ser 15, 20, 35... o número que cada um quiser, nunca esquecendo que o objetivo é reduzir ao máximo - para serem usadas durante cada estação do ano, sem ir comprando peças adicionais. E para quem se está a perguntar, sim, este número já inclui acessórios, sapatos, malas, etc. 

Ou seja, cada estação do ano irá corresponder a um conjunto de peças que terão de combinar entre elas mesmas, de modo a dar origem a diferentes looks, para diferentes alturas do dia. Assim, não tendo possibilidade de ir adicionando novas compras, obrigamo-nos a aprender a reutilizar cada peça.

Armário Cápsula: Dicas

Tal como vos disse, tenha plena noção da dificuldade da criação de um armário cápsula, pois eu própria tenho tentado reduzir ao máximo as peças que compro. Por isso, deixo-vos aqui algumas dicas que poderão ajudar a adotar este estilo de vida mais minimalista no vosso armário:
  • Definir um esquema de cores. Tendo em conta que teremos de conjugar as peças entre elas, há que preferir tons que facilmente combinem... Brancos, pretos, cinzas, nudes - estas são as cores mais utilizadas num armário cápsula, dependendo da estação do ano em questão.
  • Mais partes de cima, menos partes de baixo. Um dos grandes truques para o bom funcionamento de um armário cápsula é ser composto por mais partes de cima, sendo que muitas vezes é utilizada a proporção de 5 para 1 - isto é, 5 partes de cima para 1 parte de baixo. Apesar de me parecer um número um pouco exagerado, acho que a ideia essencial está lá.
  • Planear antecipadamente as peças para cada estação. O grande desafio num armário cápsula está em não comprar nada, mesmo quando surgem necessidades espontâneas, por isso, devemos tentar prevenir estas ocasiões. Peças para ocasiões mais formais, roupa adequada às várias temperaturas do dia e da estação... Tudo isto deve ser planeado antecipadamente, para que não falhe no momento.
  • Dar prioridade aos básicos. Quer gostemos quer não, os básicos nunca falham e conseguem desenrascar qualquer outfit, por isso, não nos podemos esquecer de incluir este tipo de peças no nosso armário cápsula, pois serão elas que salvarão muitas vezes o look do dia.

Armário Cápsula: Essenciais

Para terminar, decidi tentar criar o meu próprio armário cápsula, escolhendo 15 peças  de outono essenciais ao meu quotidiano. Apesar de ter sido bastante difícil reduzir a escolha a tão poucas peças, aqui fica o resultado:

Partes de Cima


Da esquerda para a direita: 1 || 2 || 3 || 4 || 5 || 6


Partes de Baixo


Da esquerda para a direita: 1 || 2 || 3 || 4 


Acessórios


Da esquerda para a direita: 1 || 2 || 3 || 4 || 5


Espero que esta publicação vos tenha inspirado a seguir um estilo de vida menos consumista, mesmo não conseguindo levar à letra o ideal de um armário cápsula. E para vocês? Que essenciais teriam de estar no vosso armário? Escapou-me algum?


xoxo,



Related Articles

8 comentários:

  1. Já faço algo do género! As pessoas deviam alinhar neste conceito
    Beijinho
    http://brevisfuse.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mais que queira, não consigo reduzir a tanto... Tento reduzir o que compro, sim, e isso aconselho a toda a gente!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Olá
    Eu já li e vi muito, em blogs, sobre este conceito. Percebo a ideia mas não quero praticá-la, digamos que tenho um armário cheio de roupa e não me vou privar de a vestir, nem sei o que me vai acontecer amanhã para me estar a privar daquilo que tenho. Há uma miúda aqui da blogsfera que pratica muito este conceito. Sei que ela tem carradas de roupa que recebeu de parcerias e agora tem as roupas guardadas no armário cingindo-se a meia dúzia que usa, parece-me uma atitude insana.
    Que ela pratique isso para novas compras, tudo bem!
    Mas ela está a comprar e a deixar de vestir o que tem, parece-me um contrasenso, assim usava o que tinha e não comprava, se reduzir o consumo é o seu objectivo. Ai que isto ainda me dá uma ideia para um post ahahahah
    Beijinhos

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, no caso de roupa derivada de parcerias ou roupa que já temos, é uma questão um pouco diferente... É insensato desperdiçarmos aquilo que já comprámos antes, mas a questão verdadeira aqui é saber reaproveitar essas peças e esses looks, em vez de ir comprando peças novas. Reduzir o consumo não está em descartar peças em bom estado que já foram adquiridas, mas sim utilizá-las mais vezes em vez de comprar constantemente algo novo... Nisso estou 100% de acordo contigo e adorava vê-lo numa publicação! Beijinhos

      Eliminar
  3. uau :o nunca tinha pensado desta forma, em impor um número de peças! por norma o que faço é: antes do verão e inverno ver o que já não uso à pelo menos um ano e dou :)
    beijinho
    BLOG | FACEBOOK | INSTAGRAM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também segui esse método durante muito tempo, mas dava por mim a comprar demasiada roupa para substituir a que dei. Para mim, o objetivo principal é reduzir o que compro e, por isso, tenho de aprender a reutilizar cada peça...
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Comecei a fazer isto há pouco tempo, aliás existe um projeto minimalista, chamado "Project 333" que consiste em vestir apenas 33 peças de roupa em 3 meses, o que até encaixa bastante no que disseste. Penso que é uma boa maneira de fazer um detox de consumismo e, honestamente, mais de metade da roupa que tenho acabo por nem usar.

    https://opequenogirassol.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Não conhecia esse projeto, mas parece ser bastante interessante! Tenho de ir pesquisar mais...
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Thank you so much!