In Get Inspired Personal

Retrospetiva: Resoluções 2018


Olá! Alguém desse lado ainda tem memória de uma certa listinha escrita há cerca de sete meses com aquilo que cada um desejava alcançar ao longo deste ano? Muito provavelmente já estará um pouco perdida, talvez coberta por camadas de pó, mas, hoje, vamos trazê-la para junto de nós e fazer uma retrospetiva daquilo que já conseguimos alcançar, do que já não queremos fazer e, acima de tudo, do que ainda teremos de fazer. E para me juntar a vocês, irei pegar nas 5 resoluções para 2018 que partilhei no blog e falar-vos de como cada uma delas se tem desenvolvido na minha vida desde o início do ano... Curiosos? Então vamos explorar estes meus 5 ideais.

1. "Ser mais grata"

Por muito que já tenha feito neste primeiro ponto, ainda há muito trabalho a realizar. Aprender a ser mais grata é um trabalho diário e essencialmente mental, onde tento programar o meu pensamento para agradecer pelas mais pequenas coisas que os dias me vão oferecendo. Se sou mais grata? Sim. Se o faço naturalmente? Ainda não. Existe um esforço grande por detrás desta ação, que quero tornar em algo intrínseco às minhas ações.

Trabalho de casa: Escrever todos os dias uma lista com 10 coisas pela qual fui grata naquele dia. 




2. "Aceitar tudo o que me acontece"

Melhorei tanto neste objetivo nos últimos tempos que sinto que o posso retirar da lista... E para que não haja confusões, peço-vos que voltem a ler o porquê deste ponto, pois sei que pode ter demasiadas interpretações. Independentemente disso, a minha visão perante as circunstâncias e a forma como controlo aquilo que se passa ao meu redor mudou para algo muito mais positivo, onde consigo sempre retirar algo de bom de cada situação. Aprendi a transformar o pior em algo a meu favor e, principalmente, a aceitar o baralho que me é dado para cada jogo.

Trabalho de casa: Recompensar-me por esta pequena vitória.




3. "Abraçar novos desafios sem pensar demasiado"

Felizmente, mais um objetivo cumprido e pronto a ser riscado da lista! Desde o início do ano que me tenho permitido aceitar os desafios que a vida me dá, por muito que estes exijam de mim. Prova disso serão as minhas publicação mensais para o jornal Região de Leiria, a minha experiência como jornalista na Expocosmética e ainda uma pequena surpresa que anda a ser preparada para vocês. São desafios que fui abraçando, colocando sempre os meus sonhos e os meus desejos acima dos meus medos e receios.

Trabalho de casa: Recompensar-me por esta pequena vitória.




4. "Deixar de discutir pessoas e passar a discutir ideias"


Nunca pensei que um objetivo tão simples fosse tão difícil de cumprir... e, mesmo tendo em conta todo o meu esforço, é algo que ainda não consegui pôr em prática. Custa-me um pouco admitir isto, mas a verdade é que passo mais tempo a discutir pessoas, a discutir os outros, do que a discutir temas que têm efetivamente relevância no meu quotidiano - e sei que não sou a única, é algo que todos temos de mudar em conjunto. Apesar de ainda não ter feito grandes mudanças neste ponto, sei que ainda me irei esforçar bastante para o cumprir.

Trabalho de casa: Começar a mudança por dentro, começar a mudança no meu pensamento. Assim que focar o meu pensamento em pessoas, irei tentar passá-lo para ideias mais relevantes.




5. "Aprender a gostar de estar sozinha"

Como vos disse, uma das características que mais notei em mim assim que fui para o Porto foi a minha necessidade constante de estar rodeada de pessoas. Não me sentia bem com a minha própria companhia e isso era algo que precisava urgentemente de mudar. E, felizmente, consegui aprender a gostar da minha companhia! Agora, sinto que tanto consigo apreciar a agitação como a calma... Aliás, passei a valorizar tanto a minha própria companhia que é algo de que começo a sentir falta quando passo demasiado tempo rodeada de outras pessoas. Será que exagerei?

Trabalho de casa: Recompensar-me por esta pequena vitória.

E este é o estado atual da minha lista de resoluções para 2018. Passados 7 meses, acho que até me estou a sair bastante bem e, depois desta retrospetiva, sinto ainda mais vontade de trabalhar nos pontos onde ainda preciso de me focar mais... E a vossa lista? Como está? Contem-me aquilo onde ainda querem trabalhar mais e de que trabalhos de casa irão precisar para o realizar.

xoxo,


Related Articles

10 comentários:

  1. também adoro rever os meus objetivos semanalmente ou mensalmente e ver como estou em relação a eles. confesso que criei um diário da gratidão do qual falei neste post aqui:(http://arrblogs.blogspot.com/2016/12/tips-and-tricks-gratitude-diary.html) e desde ai sinto que sou uma pessoa cada vez mais grata a cada dia que passa, tento escrever no diário todos os dias ou quase todos os dias. um hábito que também mudou a minha vida foi ter um caderno no qual escrevo todos os objetivos sejam os mais pequenos como tirar a nota x à cadeira x ou acabar o curso, ou até mesmo locais que quero visitar. desde essa altura que tenho muito mais motivação para seguir os meus objetivos e sempre que consigo cumprir algum ponho uma cruz e o dia em que o alcançei. ao pegar no caderno e ver as folhas anteriores dá uma enorme motivação para cumprir o que ainda está por cumprir assim como uma enorme sensação de realização por tudo o que já consegui fazer. porque há dias em que desesperamos e nos esquecemos dos objetivos que conseguimos atingir e assim é um lembrete do quão algo que por vezes já nos pareceu dificil ou até mesmo impossivel,já conseguimos atingir. (:

    http://arrblogs.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é mesmo uma boa ideia... Adorava criar um diário da gratidão, seria uma ótima maneira de cumprir aquela minha resolução! Em relação ao caderno com os objetivos, também tenho algo do género - tenho uma lista para objetivos diários, uma para objetivos mensais e outra mais dedicada aos sonhos. E sem dúvida que não há sensação melhor do que riscar algo dessa lista!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Relaciono-me bastante com o 5º ponto... foi uma luta que venci há 1 ano e sinto-me cada vez mais completa por continuar a desenvolvê-la e a tornar-me "uma só". Estar sozinha e saber estar sozinha é uma mais valia porque nos ajuda em quase todos os aspetos da nossa vida (creativamente por exemplo). Com isto, não acho que exageraste ahaha,acho apenas que ganhaste outra amiga, tu própria- fico feliz por ti!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um ponto onde só senti necessidade de trabalhar este ano, por isso é que ando a aprender tanto sobre este ideal de ser a minha própria companhia... Já vi que ainda tenho muito mais para conhecer sobre mim própria! Obrigada!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Também defini algumas coisas que ainda preciso melhorar, e isso de aceitar tudo o que me acontece, é algo que também quero por em prática.. quero poder aprender a lidar com o que não corre bem, e eu não sei lidar com isso sem ser de forma negativa!

    Beijinhos:)
    BLOGINSTAGRAMFACEBOOK

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente tenho debatido bastante essa questão e sinto que melhore imenso - quanto mais tentamos ver o lado positivo de TODAS as coisas, mais facilmente iremos encontrar uma forma de tornar o menos bom em algo bom. Boa sorte com essa luta!
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Não fiz corretamente as minhas resoluções de novo ano. Felizmente, já consigo ser mais independente e apreciar muito mais os momentos em casa e sozinha. Evolui imenso a nível emocional por isso já consigo discutir apenas ideias e aceitar as contra-opiniões com mais facilidade e tranquilidade. Beijinho, Carolina

    Dezoito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que importa não são as tuas resoluções, mas sim a forma como consegues cumprir os objetivos que colocas a ti próprias... E parece-me que nisso vais mesmo no bom caminho!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. A verdade é que temos que ir revendo os objectivos que queremos atingir ao longo de todo o ano e não somente no início e fim de cada ano! É bom lembrar isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, tento fazê-lo pelo menos no final de cada mês... E sabe mesmo muito bem quando posso riscar algo da lista!

      Eliminar

Thank you so much!