In Learning&Concepts Personal

Desmistificando Influencers


Olá! Já há meses que tinha vontade de vos escrever esta publicação, mas nunca soube bem como abordar o tema sem ferir susceptibilidades. No entanto, percebi que não há propriamente uma forma menos dura de falar de algo que tantas controvérsias tem trazido no mundo digital e que, seja indiretamente ou até mesmo bem na minha cara, me tem afetado. Vamos desmistificar este trabalho das influencers: o que fazemos, como funciona o pagamento dos nossos serviços e, principalmente, o porquê de andarmos a reclamar tanto da forma como o mercado nos tem tratado. Sem florzinhas, sem arco-íris, a verdade dura e crua de uma pessoa que tantas vezes é confundida com um outdoor de publicidade. 
Ora, começando pelo início, mas afinal o que faz um influencer?

Muito resumidamente, um influencer é alguém com algum conhecimento sobre um determinado assunto, seja ele maquilhagem ou fitness, e que, ao partilhar essa paixão com os outros, recomenda produtos, serviços, ou outro tipo de necessidades. Na teoria, todas essas recomendações são genuinamente dadas pelo influencer, sendo este pago ou não para as partilhar. 

Para além disso, acho que é importante referir que a grande maioria dos influencers segue esta teoria, apesar de saber que não é essa a imagem que o público tem de nós. No meu caso, posso garantir que nunca dei uma recomendação de que realmente não gostasse e que sou totalmente honesta nas minhas reviews. É que muitas vezes me perguntam "então e se fores paga para falar de um produto de que não gostas?" - bem, aí prefiro nem mencionar esse mesmo produto, pois não quero prejudicar nem o meu público, nem a marca que se disponibilizou para trabalhar comigo.

Por isso, o trabalho de um influencer tem de ser sempre baseado na honestidade.

Agora, como funciona o contacto entre uma marca e um influencer?

Geralmente por e-mail ou através de uma rede social, uma marca contacta um influencer, ou vice-versa, com uma determinada proposta de trabalho. Se essa proposta de colaboração for aceite, negociam-se os pormenores relativamente à forma como a publicidade será realizada e a pagamentos. E aqui é que os verdadeiros problemas começam...

Como são feitos os pagamentos?

Como devem imaginar, não existe nenhuma tabela que regule os preços do nosso trabalho. Cada um faz os seus preços, até porque cada um tem o seu valor. No entanto, é muito comum dois influencers com valores semelhantes fazerem o mesmo trabalho por preços muito diferentes... Mas nem é este o verdadeiro problema. O verdadeiro problema prende-se com a ideia de que o nosso trabalho não precisa de ser minimamente pago.

Imaginem que trabalham nesta área, seja em part-time ou em full-time, e, ao realizarem uma colaboração com uma determinada marca, têm direito ao famoso "Desconto de Influencer". Sabem o que é este desconto? É um valor, que geralmente nunca ultrapassa os 50%, que será descontado na nossa própria compra se esta for partilhada numa rede social... Sim, leram bem, este desconto dá-nos o fabuloso direito de pagarmos o produto com o qual iremos fazer uma publicidade a uma marca. Pagarmos para fazer o nosso trabalho! No meu caso, propostas destas vão diretas para o caixote do lixo, pois demonstram um desrespeito demasiado grande ao meu valor enquanto influencer.

Mas, sim, há marcas que nos pagam - seja em produtos, o que nos daria aso a outra discussão, mas nem tenho vontade de entrar por aí, ou em dinheiro. Sim, é verdade, de vez em quando temos o direito a receber uma certa quantidade monetária pelo trabalho que realizamos... Que conceito tão estranho, não é? Mas, mais uma vez, os valores são muito variados e é a cada um de nós que cabe decidir o que é justo ou não. 

Fazes colaborações no Instagram ou só no blog?

Geralmente tento juntar ambas as redes sociais para partilhar a mesma colaboração e, sim, já fui paga para o fazer. Mas tal como vos disse, os conteúdos partilhados tanto no Instagram como no blog são sempre baseados nos meus verdadeiros gostos pessoais e nas minhas opiniões mais sinceras.

Penso já me ter alongado um pouco mais do que queria, por isso vou deixar esta publicação por aqui. Espero ter esclarecido algumas das vossas dúvidas, não só as que me colocaram no Instagram, como as que já me foram perguntadas anteriormente, e adorava poder ter um feedback da vossa parte nos comentários. Tinham noção de como se passava a vida de uma influencer? Querem acrescentar alguma questão às que foram respondidas?

xoxo,


Related Articles

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Passas pelo mesmo? Sei que enquanto influencers todos temos experiências diferentes, mas suponho que também passes por muito disto.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Achei o post interessante. Quando és tu a entrar em contacto com a marca como é que os interpelas?
    Beijinho
    http://brevisfuse.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Depende de imensos fatores, mas geralmente mostro o porquê de os ter contactado e faço-os perceber onde estariam as mais valias na colaboração, fazendo depois a minha proposta. Espero ter ajudado!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Eu acho que abordaste o assunto da melhor forma, sem dúvida! Sinto exatamente o mesmo que tu, quando se trata das típicas propostas que são "pagas" com descontos nem penso duas vezes.
    Beijinhos, The Fancy Cats | Kawaii Box Giveaway

    ResponderEliminar

Thank you so much!