In Get Inspired Successful Life

Como Levar uma Vida Criativa


Olá! Hoje venho falar-vos de um tema que tem sido abordado numa das minhas mais recentes leituras e que me tem despertado bastante interesse, simplesmente por se identificar tanto com o meu ser. Falo-vos do livro "Big Magic", de Elizabeth Gilbert (também autora do famoso livro "Eat, Pray, Love"), que se desenrola em volta do conceito de creative living (isto é, vida criativa) e de como podemos desenvolver tudo isso no nosso dia a dia. Por um lado, podemos considerar este um livro de auto ajuda, mas eu considero-o mais como um pequeno guia de redescoberta pessoal, dedicado àqueles que levam uma vida cujo principal propósito é criar. E sendo eu criadora de conteúdos, melhor não se podia aplicar...
Desde o início que os seres humanos se dedicam à criação, seja esta de objetos de utilidade diária ou de arte. Por isso, podemos admitir que a creative living é inerente ao ser humano. Mas num mundo onde tudo parece já ter sido feito, qual será a importância de dar continuidade à criatividade? TODA A IMPORTÂNCIA, porque é através desta característica que nos expressamos e vamos deixando a nossa marca no mundo. E, sejamos sinceros, nunca estará tudo feito... ou, pelo menos, algo que já foi feito pode ser completamente diferente quando produzido por ti.

No entanto, levar uma vida criativa também tem as suas desvantagens. O facto de dependermos tanto da nossa originalidade, da nossa autenticidade, do nosso ser, faz com que este estilo de vida seja um pouco instável... é que tanto podemos acordar inspirados num dia, como a sentir-nos mais vazios do que uma parede branca no outro. E é aqui que o livro "Big Magic" veio intervir na minha vida: ao dar estabilidade à minha criatividade e à forma como aceito o que de não tão bom o meu ser produz. Sim, porque nem todos os dias acordamos inspirados o suficiente para escrever um bestseller como o "Comer, Orar e Amar".

Por isso, como é que podemos seguir uma creative living da melhor maneira?
  • Produz para ti e não para os outros. Se queres criar com o objetivo principal de ajudar alguém, é porque já começas o processo todo com o pé errado. Quando escrevemos um livro, quando compomos uma música ou quando pintamos um quadro, temos de o fazer com o intuito de nos ajudar a nós próprios... E se ajudar o próximo, ainda melhor! No entanto, o nosso mote principal terá de ser a nossa libertação pessoal, pois quando criamos estamos a mostrar ao mundo os nossos medos, os nossos defeitos e as nossas qualidades e isso tornar-nos-á mais fortes.
  • Não há nenhum diploma para a criatividade. A vida criativa revela uma particularidade na sua formação - é que esta reside essencialmente no nosso trabalho e no nosso desenvolvimento pessoal, ninguém nos ensina a ser criativos. É óbvio que nunca temos conhecimentos a mais, mas sabem quantos são aqueles que seguem uma carreira profissional nesta área, tendo sido formados nela? Muito poucos. A maioria acaba por se licenciar numa área distinta e acaba a viver uma creative living... Porque ninguém precisa de nos entregar um diploma para expressarmos a nossa arte e ter a noção disso já é meio caminho andado para nos valorizarmos a nós mesmos.
  • Agarra as ideias que se destinam a ti. Elizabeth Gilbert visualiza as ideias como pequenos seres invisíveis que voam de pessoa para pessoa e, sendo assim, cabe a nós agarrar e desenvolver aquelas que nos abordam e que entram em contacto connosco. Mas qual será a melhor forma de agarrar uma ideia? É pensar nela, é pensar tanto nela que a própria se desenvolve no nosso cérebro de forma a ocupá-lo na sua totalidade... é estarmos tão focados numa ideia, que só conseguimos descansar quando a transpusermos para o papel, quando criarmos. Esta é uma vida criativa.
  • És quem produz, não quem colhe. A nossa arte nunca irá agradar a toda a gente: talvez, para alguns, será uma inspiração e, para outros, a coisa mais desnecessária que viram na sua vida. É por isso que devemos produzir essencialmente para nós e não para os outros... Para além disso, depois de lançarmos a nossa arte para o mundo, não devemos sentir-nos obrigados em colher os seus resultados! A nossa parte está feita, agora a interpretação que cada um fará dela já estará completamente fora do nosso alcance.
Quem me dera poder continuar a dar-vos conselhos, mas não posso revelar todos os segredos deste livro. Se quiserem continuar a explorar este tema, aconselho-vos a lerem o "Big Magic", pois irão ficar bastantes esclarecidos sobre como funciona a nossa criatividade e como podemos viver uma creative living da melhor forma.

xoxo,


Related Articles

18 comentários:

  1. Adorei!! Fiquei com muita vontade de ler o livro! Beijinhos,

    blog-lemagazine.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conhecendo um pouco de ti, acho que ias mesmo adorar este livro! Tens de ler!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. eu adorei o que li a respeito sobre o livro, tanto pra quem está nesse meio de criar conteudo, designer e etc, é otimo. eu adorei seu blog que ja estou seguindo, e vou anotar essa dica com carinho pra comprar pra ler. bjs bjs https://beperes.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que gostes do livro e que seja útil para criares conteúdos tão interessantes como crias agora! Obrigada!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Bastante interessante estes tópicos...porque muitaa vezes fazemos em função de agradar os outros e não a nós e assim acho que nunca vai estar bom suficiente.
    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, a partir do momento em que criamos a nossa arte para nos agradarmos a nós mesmos, passa a ser mais fácil aceitá-la!
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Não conhecia o livro mas já o fui colocar na minha wishlist xD
    Deixou-me muito curiosa e acho mesmo que seria realmente útil!

    Um beijinho,
    MESSY GAZING

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como criadora de conteúdos, acho que vais gostar bastante de o ler... Ajuda-nos mesmo a compreendermos a nossa criatividade!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Fiquei super curiosa em ler o livro querida, mesmo. :)
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Oi Mariana, é a segunda vez que leio um post sobre esse livro, estou curiosíssima para ler! Adorei a indicação! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um livro mesmo muito útil, acho que iria ajudar imenso aqueles que querem viver uma vida baseada na criatividade... Boas leituras!
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Uuh, não costuma ser o género de livro que me desperte grande curiosidade, mas admito que fiquei muito curiosa! Especialmente pelos pontos em que tocas. Parece ser incrível. :D
    Beijinhos, www.thefancycats.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não era maior fã de livros tão "reais", mas admito que me começam a conquistar o coração... Este em particular! Espero que arrisques nesta leitura!
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Olá
    Deve ser mesmo um livro fantástico, eu já fiquei interessada. Por vezes pergunto-me a mim própria - e se eu deixar de ter ideias? - mas eu vou buscar inspiração a muitos lados, à minha vida, às músicas que ouço, etc. eu sei que tudo o que produzirmos não pode ser tudo um big wowwwww, mas como dizes devemos produzir em primeiro lugar para nós, e eu faço isso, eu quero contar aquela história para eu rever mais tarde e, sim haverá sempre pessoas a não gostar mas isso faz parte da vida, não podemos agradar a todos.
    Beijinhos

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O medo de não conseguirmos produzir mais é uma constante na vida de quem produz. No entanto, tal como disseste, existem tantas coisas que nos inspiram diariamente, que não há necessidade de ficarmos preocupados... Temos é de produzir aquilo que gostamos, acima de tudo!
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Tenho esse livro e adorei lê-lo, é muito inspirador, sem dúvida alguma.
    Beijinhos :)
    https://dailyvlife.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo uma boa leitura, ainda bem que gostaste! Também o adorei!
      Beijinhos

      Eliminar

Thank you so much!