In Get Inspired

Inspiring Friday #2


Olá!
       Imaginem que andam a passear pelas ruas de Nova Iorque e são fotografados. Qual seria a vossa reação? Iriam ficar indignados e pedir que se apagasse a foto que foi tirada sem o vosso consentimento ou ficariam lisonjeados? Para um nova iorquino que conheça o trabalho de Bill Cunningham, ter tido a oportunidade de ser fotografado pelo mesmo é um enorme privilégio, pois significa que, em dado momento, se destacaram da multidão. Mas quem foi Bill Cunningham? No post de hoje irei dar-vos a conhecer esta personalidade do mundo da moda nova iorquina, que, infelizmente, faleceu em 2016.



       
       Esta minha curiosidade começou quando vi um documentário denominado "Bill Cunningham New York", que me cativou logo pela sinopse:
"Bill Cunningham New York portrays the late photographer and longtime New York Times contributor at work. The original street style snapper, Bill made his name photographing the colourful streets of New York, getting around the city via his trademark bicycle. He was renowned within the industry, beloved by all. As Anna Wintour explains in the film, "We all get dressed for Bill"."


       Mal eu sabia que 90 minutos depois iria ficar maravilhada com uma personalidade tão simples, mas que tanto deu à indústria da moda. Fotógrafo de revistas e jornais como o New York Times, Bill dedicou toda a sua vida a fotografar a moda das ruas de Nova Iorque, destacando os looks e as tendências que apareciam na avenida mais próxima. E é por isso que Bill foi tão interessante: este não foi um fotógrafo de passadeiras vermelhas, foi um fotógrafo de passadeiras pretas e brancas.


Alguns exemplos dos seus artigos para o New York Times:

&


       No documentário, são vários os testemunhos de celebridades, tal como Anna Wintour, Iris Apfel e Patrick McDonald, que dizem sentir-se lisonjeadas por terem tido a oportunidade de passar nas ruas de NY e ser fotografadas por Bill! Este fotógrafo foi, sem dúvida, uma personalidade marcante, que manteve a sua simplicidade e humildade, mesmo à medida que foi ascendendo socialmente - e uma das minhas partes favoritas do documentário demonstra exatamente isso! Imaginem ver uma imagem da secretária do Bill (que, já agora, é num quarto pequeníssimo no Carnegie Hall) repleta de envelopes. Muito humildemente, o fotógrafo afirma que aqueles são convites para as mais variadas festas, muitas delas até bastante reconhecidas, da Big Apple - eventos de caridade, jantares de celebridades, entre outros "pequenos" eventos... como podem ver, todos queriam o Bill como fotógrafo da sua festa, pois, por vezes, uma grande paixão pela profissão substitui uma grande máquina fotográfica.




       São várias as peculiaridades deste fotógrafo que o tornaram numa inspiração para mim: desde o seu ponto de vista sobre o trabalho dos fotógrafos nos desfiles de moda, até à sua opinião sobre algo tão simples como uma casa. Não queria falar de tudo, pois acho que seria muito benéfico para todos os interessados no mundo da moda e da fotografia ver este documentário e perceber, na primeira pessoa, como a nossa originalidade e peculiaridade nos mantém a trabalhar nesta indústria durante mais de 50 anos, tal como Bill. 

xoxo,

Related Articles

6 comentários:

  1. Não conhecia! Confesso que adorei a originalidade e nesse caso não me importaria de ser fotografada no meio da rua! Beijinhos

    http://averamarques.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando o conhecemos, acho que até ficamos lisonjeadas só de o ver virar a máquina fotográfica para nós! Beijinhos

      Eliminar
  2. Não conhecia, mas adorei ler e fiquei com o sorriso na cara. Irei sem dúvida ver o documentário!

    Beijinhos,
    BLOG DEZASSETE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São 90 minutos de boa disposição e humildade, recomendo imenso! Beijinhos

      Eliminar
  3. Sentiria-me lisonjeada!! Não tinha ideia nem conhecimento deste fotógrafo, mas adorei conhecê-lo!

    Blog: https://bolacha-mariaa.blogspot.pt/
    Projeto: https://ajudaoplanetaesalvaomundo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico muito feliz! Acho que é uma personalidade que vale mesmo a pena conhecer.
      Beijinhos

      Eliminar

Thank you so much!