In Personal

Nova Vida, Novos Medos, Novas Conquistas


Olá!
       Como já devem ter percebido (visto que eu não falo de outra coisa), estou prestes a começar uma nova etapa da minha vida, que me trará novas oportunidades, novas perspetivas sobre a vida, mas também me trará muitos medos e ansiedades, principalmente no início. Tal como vos disse quando comecei a série de Regresso às Aulas, eu gosto de vos escrever sobre esta minha experiência, pois tenho a certeza que, neste momento, imensa gente está a sentir os mesmos receios que eu... muitos dos estudantes universitários começam o seu primeiro ano numa cidade completamente nova, tendo uma vida praticamente independente e acho que qualquer um se assusta com as responsabilidades que isso acarreta. Por isso mesmo, hoje venho contar-vos como tem corrido todo este início da minha nova vida - da entrada no ensino universitário.



  • Mudar de casa, mudar de cidade
       Este, para mim, está a ser, sem sombra de dúvida, o ponto mais difícil de ultrapassar, já que, mesmo adorando a cidade e a casa para onde me estou a mudar, é sempre difícil arrancar as nossas raízes do local onde estas nasceram. Mais insuportável do que tudo isso serão as saudades... quem me dera viver num país que não tivesse uma palavra para definir este sentimento, talvez assim fosse mais fácil de ultrapassar, já que nem o conseguiria definir. Tal como escrevi no título, esta nova vida não só trará novos medos, como ainda poderá dar aso a novas conquistas. Se custa fugir da asa dos meus pais, do conforto da minha casa e do amor dos meus amigos e família? Claro que custa! No entanto, essa independência também me irá trazer diversas conquistas pessoais, já que me irá fortalecer psicologicamente e me dará o "calo" que preciso para conseguir cada vez mais sair da minha zona de conforto e ir lutar pelos meus objetivos. Toda a experiência que irei ganhar nestes três anos irá definir uma grande parte de mim, da minha personalidade: as escolhas que faço, os erros que cometo, os sonhos que conquisto, tudo será importante para que eu cresça dentro de mim.
  • Não conheço ninguém
       Muitos dos estudantes que mudam de cidade e que o fazem sem a companhia de um amigo ou um colega, acabam por deparar-se com a necessidade de reaprender a fazer amizades... é algo muito estranho, principalmente para um jovem de 18 anos, sentir que se encontra sozinho e quase nem sabe como começar uma conversa (this is real, this is me). Quanto mais velhos ficamos, mais difícil se torna fazer novas amizades e, ainda mais difícil do que isso, é conseguir fazer as amizades certas. O que é uma amizade certa, perguntam vocês? É conhecermos pessoas com os mesmos interesses, gostos e paixões que nós! É encontrarmos outros jovens que compreendem os nossos pontos de vista e que estão dispostos, não só a apoiar as nossas lutas, como também a amparar as nossas quedas. Pode parecer difícil afastarmo-nos (apenas no número de kilómetros) de pessoas que conhecemos há décadas, mas será também importante para nós, visto que estes momentos "a sós com nós próprios", serão momento de autoconhecimento e redescoberta pessoal. Não se preocupem só a fazer amizades com os outros e aprendam também a fazer amizade convosco mesmos.

  • Agora só depende de mim
       Acho esta frase e toda a ideia que a envolve muito importante para ter como life motto ao longo desta nova etapa da minha vida. A entrada na faculdade implica o desapego dos típicos confortos com que estavamos habituados a conviver: desde os confortos familiares, que nos deixavam a casa arrumada e colocavam comida na mesa, até aos confortos vividos na escola, pois os próprios professores se preocupavam com o nosso estudo e os nosso objetivos futuros que, a partir de agora, irão desaparecer. Estudas? Se sim, és TU que vais beneficiar muito disso, se não, és TU que vais sofrer com isso. Arrumaste a casa? Boa, não terás de viver no meio do caos... se não o fizeste, bem, vais eventualmente ter de o fazer, pois ninguém o fará por ti. Esta responsabilidade pode assustar muitos, mas a mim encanta-me, pois quero conhecer como serão os meus próprios comportamentos, quando eu apenas depender de mim e das minhas ações.

       Na publicação de hoje deixo-vos, então, esta minha perspetiva para a vida que tão rapidamente se aproxima, uma vida completamente nova e que se encontra cheia de desafios. E acreditem que eu adoro desafiar-me a mim mesma, por isso não podia estar mais ansiosa para começar toda esta fase de que tanto vos falo... apesar de saber que também trará muitos receios, muita ansiedade e principalmente muita responsabilidade. Se estiverem a passar pelo mesmo, lembrem-se de que não estão mesmo sozinhos!

xoxo,

Related Articles

4 comentários:

  1. Desejo-te a maior sorte do mundo! Tens a oportunidade de dar um passo muito importante na tua vida, aproveita!
    Beijinho, Ana Rita*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada! Vou fazer de tudo por isso!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Muito Boa Sorte!! E que tudo corra bem :) Tal como tu, também estou iniciar essa etapa na minha vida. A parte de mudar de casa, não, mas, a parte de não conhecer muita gente... sim. É díficil, mas acredito possível <3 <3 Força!! https://bolacha-mariaa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai correr tudo bem| Boa sorte na nova etapa!
      Beijinhos

      Eliminar

Thank you so much!