In Travelling

"Fiz Voluntariado no Kosovo" || com Rita Malícia

 
 Olá!
       Para que o blog não se dedique apenas a assuntos de beleza e moda, por vezes gosto de trazer conteúdos que fogem um pouco aos temas habitualmente tratados, temas que apelam à nossa humanidade e à forma como podemos deixar uma marca positiva no mundo onde vivemos. Tendo por base esta ideia, decidi trazer-vos uma entrevista a uma grande amiga minha que definitivamente faz de tudo para deixar essa marca... A Rita Malícia (19 anos) participou, através da organização "Para Onde?" e do programa "Four Paws", numa missão de voluntariado no Bear Sanctuary de Prishtina, Kosovo, onde durante duas semanas viveu uma vida cruelty free/vegan rodeada de campo e de animais.

Hello!
       I really don't want to focus this blog in subjects like beauty and fashion, sometimes I like to bring other stuff that we usually don't talk about, like subjects that appeal to our humanity and to what we can do to leave a positive mark in the world. With this idea, I decided to bring you an interview with a big friend of mine that definetly does everything to leave her mark... Rita Malícia (19 years) has participated, through the "Para Onde?" organization and the "Four Paws" programme, in a voluntary mission in the Bear Sanctuary of Prishtina, Kosovo, where she has lived for two weeks a life cruelty free/vegan, surrounded by the country and animals.

       Mas afinal, que voluntariado fez a Rita? Nada melhor do que a própria para vos explicar...

"A organização com a qual trabalhei chama-se "Para Onde?" - leiam as informações que estão na página, pois existem imensos voluntariados. O meu foi para a "Four Paws", uma organização que se preocupa com o bem-estar de animais selvagens e domésticos. Com ela, estive no Kosovo num santuário de ursos que resgata ursos maltratados e que viviam em jaulas pequeníssimas. Existem muitos ursos que estiveram em cativeiro durante 14 anos a ser apedrejados e mal tratados às portas de restaurantes e no santuário cuidamos deles."

       But what volunteering did Rita do? There's no one better than her to explain you all..

"The organization I've worked with is called "Para Onde?" - you can read the informations on their page, because there are plenty volunteerings. Mine was for "Four Paws", an organization that is worried about the well-being of both domestic and wild animals. With them, I went to Kosovo to a bear sanctuary that recues mistreated bears that lived in really small cages. There are a lot of bears that have been kept in captivity for 14 years, being hurt at the front doors of restaurants and, in the sanctuary, we take care of them." 

 
 
  • O que é que te levou a fazer esta experiência? / What did make you have this experience?
Pt: O que me levou a fazer esta experiência foi a vontade de viajar e de fazer algo que ajudasse, direta ou indiretamente, a sociedade, a vontade de conhecer novas culturas, lugares e pessoas, não de uma forma turística, mas de uma forma mais local em que me pudesse misturar normalmente com elas e com o seu quotidiano. Claro que não poderia também deixar de fazer algo em prol dos animais, pois, sendo um assunto com o qual poucos governos se preocupam, achei que faria todo o sentido participar num campo de voluntariado da Four Paws.

Eng: What made me have this experience was the desire of travelling and doing something that could help, directly or indirectly, the society, the desire of knowing new cultures, places and people, not in a touristic way, but in a local way in which I'd be able to mix with them and their lives. Of course I also had to do something for the animals! Since this is a subject that most governments don't worry about, I thought it would make sense to participate in a Four Paws volunteering programme.


  • Assim que chegaste ao Santuário, o que sentiste? Tiveste medo ou estavas entusiasmada? / As soon as you got to the Sanctuary, what did you feel? Where you afraid or excited?
Pt: Cheguei ao santuário à meia noite, após um longo dia de voos e de escalas. A primeira sensação foi de alívio por o dia ter acabado, porque estava cansadíssima, mas também de que a aventura ia começar: ia conhecer pessoas novas e experimentar coisas completamente diferentes. Estranhamente senti-me muito confortável, quase como em casa, pois as pessoas receberam-me muito bem... foi uma chegada muito fácil e feliz! Estava completamente open mind para com o que viesse, não estava com medo mas sim MUITO NERVOSA, porque não conhecia ninguém, nem mesmo a pessoa que me foi buscar ao aeroporto, mas que mais tarde se revelou um excelente coordenador!
 

Eng: I arrived to the sanctuary at midnight, after a long day of flights and scales. My first feeling was relief, because I was really tired and the day had finally ended, but also I felt like the adventure was about to start: I was going to meet new people and try completely different things. Weirdly I felt really confortable, almost like at home, because everyone welcomed me so well... it was a really easy and happy arrival! I was totally open minded to whatever might came, I wasn't afraid but REALLY NERVOUS instead, because I didn't know nobody, not even the person that picked me up from the airport, but who later turn out to be an excellent coordenator! 


  • Qual foi o melhor momento de todo o voluntariado? E o pior? / What was the best moment of the entire volunteering? And the worst?
Pt: Não houve momentos maus, até porque ia preparada para tudo, e isso é muito importante quando se faz voluntariado, estarmos preparados. E mesmo sendo impossível não termos expectativas, temos de tentar construí-las de uma maneira real, para que no final não sejamos surpreendidos... As minhas expetativas eram muito baixas porque nos avisaram logo que íamos acampar, por isso achei que não íamos ter nem casa de banho nem cozinha, contrariamente ao que realmente sucedeu, pois, embora apenas houvesse um duche para 20 pessoas e uma cozinha com as condições mínimas, soubemos todos trabalhar em prol um dos outros, em equipa e como uma família... e o melhor momento? O campo todo, as duas semanas, sem dúvida!

Eng: There were no bad moments, once I went ready for everything, and that is very important when you do volunteer, to be ready. And even though it's impossible not to have expectations, we have to try to build them with reality, so we don't end up being surprised... My expectations were low because they told us right away that we're going camping, therefore I thought that we're not going to have a bathroom or a kitchen, but that didn't happen, because, even though we only had a shower for 20 people and a minimal kitchen, we have always known how to work for each other, like a team and like a family... and the best moment? The entire experience, those two weeks, without doubt! 


  • Conta o episódio mais marcante desta experiência. / Tell us the most striking episode of this experience.
Pt: Sem dúvida que o que me mais marcou foram as pessoas, porque achava impossível em tão pouco tempo e num único país conhecer pessoas tão maravilhosas! O episódio que mais me marcou foi, então, a despedida, porque não me queria mesmo ir embora, queria continuar naquele paraíso de pessoas honestas e genuínas que queriam fazer o bem e só isso, sem segundas intenções. A despedida foi muito difícil porque não estava habituada a conhecer pessoas tão boas mas que não iriam permanecer na minha vida durante muito tempo.

Eng: The people were what marked me the most, because I thought that it was impossible to meet such amazing people in such short time and in one only country! The most striking episode was the goodbye, because I really didn't want to leave, I wanted to stay in that paradise of honest and genuine people that wanted to do good and only that, without second intentions. The goodbye was really hard because I wasn't used to meet such good people who weren't going to stay in my life for long. 

 
 
  • O que é que mudou na tua visão do mundo e da tua vida após duas semanas de voluntariado? / What has changed in the way you see the world and your life after two weeks of volunteering?

Pt: Pergunto-me muitas vezes porque é que está tudo errado com o mundo e com as pessoas, que cada vez mais pensam no materialismo e cada vez menos nos problemas ambientais e sociais. Cheguei com uma opinião completamente diferente da que levei para lá! NÃO, o Kosovo não é um país pouco seguro e NÃO, as pessoas não são revoltadas nem violentas! O Kosovo é um país lindo com uma sociedade que quer andar para a frente e que quer evoluir, com um governo que se preocupa cada vez mais com os problemas ambientais. Secalhar nós (Europa ocidental) é que devemos deixar de olhar só para o nosso umbigo! Sinto que cada vez que viajo para um local diferente, aprendo mais e desta vez aprendi MUITO! Nunca tinha conhecido pessoas tão honestas, que se sentiam felizes apenas por nós estarmos no país delas, pessoas que nos agradeciam por termos saído do nosso país para as podermos ajudar. Quando voltei, senti que já não deveria perder o meu tempo com coisas insignificantes, quando existe tanto para fazer!

Eng: I ask myself a lot of times why is it everything wrong with the world and the people that more and more think about materialism and less about social and environmental problems. I arrived with a totally different opinion than the one I took there. NO, Kosovo is not a unsafe country and NO, the inhabitants are not rebel or violent people! Kosovo is a beautiful country with a society that wants to move forward and evolve, with a government that worries each time more with the environmental issues. Maybe we(western Europe) should stop looking only at us! I feel like everytime I travel to a different place, I learn more and this time I have learned A LOT! I have never met such honest people who felt happy only because we were in their country, people who thanked us because we left our countries to help them. When I came back, I felt like I shouldn't waste my time with insignificant things, when there's so much to do.


 
  • Deixa um conselho para quem quer ter uma experiência semelhante à tua. / Leave an advice for those who want to have an experience like yours. 
Pt: Primeiro que tudo, procura MUITO BEM! Pesquisa e vê se a fonte é mesmo fidedigna. Pensa muito bem se é mesmo o que queres, porque a tua decisão não te irá só influenciar a ti, lembra-te que tens outras pessoas a contar contigo! E por último sê OPEN MIND, tens de aceitar as diferenças, porque não importa o sitio para onde vás, tu é que vais ser diferente!

Eng: First of all, search everything REALLY WELL! Search and see if the source is trustworthy. Think really well if this is what you truly want, because your decision affects not only you but also the people that are counting on you! And last, be OPEN MINDED, you have to accept the differences, because no matter where you go, you are the one that is different!



"Four Paws" website: http://www.four-paws.org.uk/
 
       Espero que esta entrevista vos tenha sido útil para esclarecerem as vossas dúvidas e que vos motive se quiserem ter uma experiência como esta! Se ainda tiverem alguma questão, pesquisem nos sites das organizações aqui em cima ou falem pessoalmente com a Rita Malícia (ig: @maliciarita).
 
       I hope that this interview has been useful to clarify your doubts and to inspire you if you want to have an experience like this! If you still have any questions, you can search in the organizations' websites or speak personally with Rita Malícia (ig: @maliciarita).
 
xoxo,


Related Articles

4 comentários:

  1. Achei este post mesmo interessante, espero que explores mais estes temas! :D

    Estranha Forma de Ser Jornalista
    http://estranhaformadeserjornalista.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Parece ter sido uma experiÊncia incrivel. Gostei muito do post.
    Beijinhos :)
    https://dailyvlife.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Thank you so much!