In Looks

Everybody Should Wear Heels and Red Lipstick


Olá!
       Hoje trago-vos uma publicação diferente pois, para além de vos vir mostrar mais um outfit, quero aliá-lo a um tema que devia ser muito mais abordado aqui no blog: amor próprio. Amor próprio, autoestima, sentirmo-nos simplesmente bem na nossa própria pele, sem termos necessidade de nos compararmos à rapariga mais bonita da escola ou à colega de trabalho que tem um corpo espetacular... é que tudo isto que acabei de referir é tão raro na nossa sociedade que chega a ser considerado um diamante em bruto, como se o facto de nos amarmos a nós próprios fosse uma enorme proeza, quando devia ser uma banalidade. Mas bem, hoje vamos ter uma conversinha sobre isto para agitar as vossas mentes, para que no fim deste post tenham encontrado esse amor, esse amor tão importante.
 
        "Everybody should wear heels and red lipstick" foi o títulos escolhido para esta publicação, mas porquê? Saltos altos e batom vermelho são geralmente sinais de confiança e é por essa palavra que vamos começar: con-fi-an-ça. Uma das coisas que mais me perguntam é "como é que tens coragem para usar uma saia?", "como é que tens coragem para levar batom para a escola?", "como é que tens coragem...?". Minhas queridas, não preciso de coragem para usar as roupas/maquilhagem de que gosto, se me sinto bem como estou, se gosto de me ver, porque é que me haveria de preocupar com o que os outros pensarão? Simplesmente, não penso nisso e é assim que todos deveríamos pensar, todos deveríamos viver em função de nós mesmos e não dos outros.





 
       A maior parte dos adolescentes/jovens tem uma autoestima baixíssima e eu compreendo, passamos a vida a ouvir dizer que não somos bons o suficiente para x ou devíamos ser como y que é muito melhor que nós. Mas chegamos a uma altura da nossa vida em que temos de compreender o nosso valor, o nosso verdadeiro valor. Nós conhecemos os nossos talentos (e sim, todos nós temos talentos) e os nossos defeitos, temos de aprender a viver com eles, a melhorar o que não é tão bom mas principalmente a apreciar tudo o que de tão maravilhoso temos... Sempre ouvi dizer, a Natureza não floresce o ano inteiro, por isso tu também não tens de estar sempre no teu melhor.
       A nossa autoestima cresce a partir do momento em que cresce o nosso reconhecimento próprio, cresce quando somos capazes de nos olhar ao espelho e dizer "wow, hoje estou mesmo bonita". Mesmo que não sintam isso digam-no, digam-no três, cinco, dez vezes, até acreditarem que estão bonitas porque estão, e não deixem que ninguém vos diga o contrário, ninguém. 



 

 
       No meio disto tudo, talvez o que mais me preocupa é a terrível e constante comparação com os outros. Não sou exceção quando falo deste ponto mas nós todos, especialmente as raparigas, temos o infeliz costume de olharmos para as outras raparigas para percebermos onde somos melhores ou piores que elas (geralmente, o "piores" destaca-se mais). Será um cliché dizermos que somos todas diferentes? Talvez, mas é a verdade. Não é através da vossa comparação com os outros que vão melhorar aquilo que querem, mas sim através do amor próprio, da dedicação para com o vosso bem-estar e de se conseguirem sentir bem na vossa pele. Não compitam com os outros, compitam com vocês próprios, desafiem-se e vejam se no fim não será muito melhor olhar para a rapariga ao vosso lado e perceber "ela é bonita, mas eu também sou". A beleza de outrem não é a ausência da vossa própria beleza.

 




 
       Mas afinal, porque é que estou a insistir tanto nesta questão do amor próprio? Porque quero que percebam que qualquer uma de vocês pode calçar uns saltos altos, colocar batom vermelho e fazer uma sessão fotográfica onde se sintam bem com vocês mesmas. A questão da confiança e da autoestima vem de dentro, só tem de ser trabalhada com muito carinho e amor para com vocês mesmas, e não é assim tão difícil como estão a pensar... comecem por pequenos passinhos: não se preocupem com a opinião dos outros, aceitem as vossas falhas mas tentando sempre melhorá-las e percebam que sou únicas, diferentes e bonitas à vossa maneira.




 
 
       Espero que tenham gostado de refletir um pouco sobre este tema comigo, pois quero que percebam que o facto de ter um blog de moda e beleza não significa que este tenha de ser superficial. A verdadeira beleza vem do interior, por isso não é só o exterior que podem moldar com toda a maquilhagem e roupa de que vos falo, é principalmente o que está dentro de vocês. É a combinação destas duas belezas que vos torna bonitas. Gostavam que falasse mais sobre autoestima? Contem-me nos comentários!
 
xoxo,
 
M.


Related Articles

0 comentários:

Enviar um comentário

Thank you so much!