In Cooking Top5

My Top 5: Movies + Cook with me: Popcorns

Olá!
       Para as tardes em que nada me apetece fazer, a solução perfeita para o combate à monotonia resulta de duas palavras: filme + pipocas. Por isso, hoje trago-vos a lista dos meus 5 filmes favoritos e ainda a minha receita de pipocas que é mesmo muito simples mas também deliciosa (infelizmente não iguala as pipocas do cinema mas ainda estou para descobrir o segredo que as vai igualar! Promise I'll share with you guys!).
       Agora, em contagem decrescente...
5°- Lolita (versão de 1977): a história de um professor universitário que se apaixona por uma rapariga, Lo, casando-se com a sua mãe para lhe chegar mais perto. Um amor apaixonante mas também cheio de tensões onde se destaca a luta pela independência feminina. Apesar de ser um filme longo, para mim, cada segundo valeu a pena porque Lolita é uma das personagens mais interessantes do cinema feminino, é um paradoxo em si mesma que nunca se conforma.
 
4°- Mona Lisa Smile (2003): Uma professora que arranja trabalho num colégio feminino completamente tradicional que educa raparigas para serem as donas de casa perfeitas. Mas será mesmo esse o único propósito do ser feminino? Neste filme encontramos a luta dessa professora pela mudança de mentalidades destas raparigas numa busca pelas suas identidades. E na minha opinião, um filme obrigatório na lista de qualquer feminista pois as mudanças de atitude de todas as alunas do colégio ao longo do filme são inspiradoras.

3°- Pulp Fiction (1994): Com este filme, Quentin Tarantino retrata os anos 90 em Los Angeles através de três histórias que se interligam onde personagens como gangsters, assassinos, um pugilista ou um simples casal fazem retrospetivas da vida nesta época. É impossível descrever na perfeição este filme pois são os cenários, as roupas das personagens e a música que nos fazem entrar num mood retro que nos apaixona e arrepia. Note: uma atriz portuguesa (Maria de Medeiros) participa neste filme.
 
2°- Gone Girl (2014): No dia do seu quinto aniversário de casamento, Nick descobre que a sua mulher desapareceu e todos os aspetos indicam que está morta. O culpado? O marido, é o que se pensa... mas Nick tem outra versão da história que prometo que vos vai deixar boquiabertos. Este é sem dúvida o melhor thriller que já vi, ninguém fica indiferente a este filme nem às reviravoltas constantes que o acompanham pois é quando pensas que já descobriste o fim que subitamente tudo muda. Aconselho vivamente a todos os fãs de dramas e mistérios.

1°- Girl, Interrupted (1999): Susanna é diagnosticada com um transtorno de personalidade (borderline) e é enviada para um hospital psiquiátrico. O filme desenvolve-se à volta dos dois anos passados no hospital, onde, entre várias mulheres (todas personagens interessantíssimas), a nossa protagonista conhece uma psicopata (my baby Angelina Jolie!!) que planeia uma fuga do inferno onde vivem. E porquê esta escolha para o primeiro lugar? Este é um filme do qual não conseguimos tirar os olhos nem por um segundo, desde a história eletrizante com um guião repleto de frases que nos fazem pensar de forma mais profunda até à representação brilhante da Angelina Jolie, tudo neste filme é de ver e chorar por mais, não se irão arrepender.
 
 
       E agora para acompanhar o filme, que tal umas pipocas?
 
Ingredientes:
  • Óleo;
  • 1 pacote de milho para pipocas;
  • Açúcar.
 
Começamos por preencher o fundo do tacho com óleo ao qual juntamos a quantidade de pipocas que quisermos (para terem uma noção, eu costumo colocar meio pacote para três pessoas). Vão começar a ouvir as pipocas saltar e quando já quase não ouvirem barulho desliguem o tacho para não queimar as pipocas. Numa panela grande preencham o fundo com açúcar e vão mexendo até começar a caramelizar, juntando a seguir as pipocas que fizeram no outro tacho e envolvendo tudo. Voilà, aqui têm uma simples receita para pipocas doces.
 
Boa sessão de cinema!
 
xoxo,
 
M.
      

Related Articles

0 comentários:

Enviar um comentário

Thank you so much!