In Personal

Trabalho de Verão: Prós e Contras

Olá!
       Finalmente estou quase a acabar o meu mês de trabalho na LaRedoute e decidi partilhar com vocês a minha experiência porque imagino que muitos, tal como eu, não sabem se realmente vale a pena ou não passar o verão a trabalhar. Na minha opinião, independentemente do quanto custe, iremos sempre "tirar frutos" do trabalho, principalmente na adolescência. Let's take a look...
       A parte negativa baseia-se no facto de veres os teus amigos a aproveitarem o verão: a irem à praia, à piscina, a viajar; enquanto tu tens de ir para o trabalho... E esta é sem dúvida a parte que mais custa, no entanto, se tiverem a sorte de arranjar um trabalho com um horário flexível podem vir a ser capazes de coordenar o trabalho com as vossas férias! Para além disso, em vez de utilizares as tão desejadas férias para descansar acabas por te cansar ainda mais, ou porque se dorme poucas horas ou até porque o próprio trabalho é esgotante. E então, todo este sacrifício vale a pena?
       Existem imensos pontos positivos e todos nós os conhecemos bem, é apenas uma questão de nos mentalizarmos da importância de cada um. Seja o salário que nos tornará mais independentes (como foi o meu caso já que vou utilizar o dinheiro para pagar a minha carta de condução), seja a experiência que este tipo de trabalho nos traz, não só para o currículo como também para a vida em geral.
       Um trabalho de verão é um "abre olhos" e nenhum adolescente pode negar isso, é como ter uma pequena visão do nosso futuro ou então uma visão daquilo que não queremos ver no nosso futuro. Pode ser algo que nos deixa exaustos temporariamente mas que nos irá motivar a longo prazo, que nos fará querer ser a melhor versão de nós mesmos, de darmos tudo o que temos. Pelo menos foi assim que foi para mim e vendo agora o mês que passou posso afirmar que sinto que aprendi, que cresci, que mereço a recompensa pelo meu esforço e acho que isto é algo que todos nós deveríamos sentir. Se tiveres oportunidade, pensa num trabalho como algo a ponderar para o próximo verão e prometo que se deres o melhor de ti mesmo não te irás arrepender.

Se tinham dúvidas sobre este tema como eu tinha espero ter ajudado e mais perguntas façam-nas com o maior à vontade do mundo.

xoxo,
M.

Related Articles

4 comentários:

  1. Se for possível responder a todas, tenho algumas perguntas...
    Por onde é que devemos começar e o que devemos fazer na nossa primeira experiência na procura de emprego? Quantas horas de trabalho tiveste? Já soube que em parte time são 4 horas, e ganhamos metade do ornardo minimo... Achas que vale a pena para quem quer pagar a faculdade e ainda conseguir juntar algum dinheiro? Dentro do trabalho, quais são os pros e contras de trabalhar com pessoas mais velhas que podem ser preconceitosas ao ponto de achar que pessoas da nossa idade não têm tantas capacidades? E por último, qual foi o teu papel na LaRedout? Obrigada e beijinhos! :)

    ResponderEliminar
  2. Bem, eu acho que primeiro devemos ter uma ideia daquilo a que nos queremos "sujeitar", se preferimos trabalhar em contacto com as pessoas ou algo mais afastado do público, por exemplo, e ter uma ideia das oportunidades que nos rodeiam. Eu tratei do meu processo através de uma agência de trabalho temporário mas a maior parte das Câmaras Municipais têm trabalhos para jovens. Trabalhei a tempo inteiro, ou seja 8 horas. Teria que se trabalhar mais de um mês para se conseguir juntar dinheiro para ambas as coisas e seria um pouco difícil na mesma, mas com o verão inteiro pela frente podia ser possível... no final vale sempre a pena porque o dinheiro dá sempre jeito. Em relação aos meus colegas de trabalho não tive problemas, todos me ajudaram e aprendi muito com todos eles, desde situações mais concretas do trabalho até situações da vida em geral mas ache que, como já estão habituados a receber temporários da minha idade, são mais compreensivos. Na LaRedoute trabalhei no armazém, mais propriamente na parte das devoluções. Obrigada eu e mais alguma coisa não hesites em perguntar! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá Mariana, podes falar mais sobre essa agência de trabalho temporário? Onde é que te dirigistes e fostes tu que escolhestes o sitio para onde querias ir trabalhar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu dirigi-me a uma agência específica da LaRedoute porque já sabia o sítio onde ia trabalhar mas existem várias agências deste tipo onde te inscreves e conforme a tua disponibilidade e preferências és guiado para um trabalho.

      Eliminar

Thank you so much!